8 de jan de 2010

ESSA noite

Eu não sabia realmente porque eu havia ficado sentado ali naquela mesa, eu ouvi a voz dele me fazendo perguntas vulgares mas eu não queria magoa-lo, não falei o quanto eu não gostava daquele tipo de conversa, no fundo ele parecia um garoto assustado, assustado por não saber como falar algo pra que eu goste dele, e curioso afinal ele foi um dos únicos nos últimos três meses que realmente tava prestando atenção no que eu falava, ou ele pode ser profissional nisso também. Não sei como mas esse menino misterioso que tem nome, codinome, apelido, e nome artístico, esse mistério em forma de gente que fala de uma forma simples. E é nesse momento é que a gente percebe que importante não é falar correto e sim falar, falar e falar. Nada é tão chato quanto uma pessoa que tem medo de falar e quando fala. E mostrou a sua simplicidade, mostrou que ele tava ali dizendo que gosta de mim com uma sinceridade incrível e que ele não tinha vergonha de dizer. E no fim de tudo. Eu vi aquele garoto como alguns poucos garotos vem outros, como uma pessoa, um ser, um garoto, eu não olho pra um cara e penso “É com esse que eu vou fazer sexo ESSA noite!” e ele percebeu que ao contrario dos ultimos garotos que ele deve ter ficado eu via ele como ele realmente era e não como um objeto que eu posso pagar por uma noite pra me divertir.

26 de out de 2009

Amizade dos Bons

Porto Alegre
26 de Outubro de 2009


Caro Amigo!

Espero que vocês nunca tenha pensado em facilitar o processo de viver, saiba que poucos não sofrem nesse processo e espero que você esteja feliz, feliz por eu te enviar essa carta, feliz por saber que eu estou aqui, saber que eu não me importo com sua cor, sua forma de parecer ou agir, pra min o que importa é que você seja feliz e que possamos ter muito momentos juntos mesmo que separados pelo destino. e aviso que muitas das pessoas que você considera amigo vão te derrubar, outros vão lhe insultar e Alguns vão simplismente fingir que você não existe. mas eu eu estarei aqui sempre de braços abertos te esperando pra ti poder desabafar e saiba que tu só é meu amigo porque tu é sincero comigo e sei que pra você eu posso contar a verdade. Obrigado por ser meu amigo. Eu estou com saudade me mande noticias.

Diego Leismann de Quadros

18 de out de 2009

Realidade

Quando eu o vi . Estava no meu habitual caminho para casa quando me dei por conta dele ali no chão, sentado em alguns papelões, pedindo apenas que olhassem para ele. Na rua, ele perdeu a voz, perdeu a identidade, não entende mais seu lugar no mundo, mas aceita como única alternativa.
Quem passa não percebe, fingi que não vê. Como se não tivesse culpa de nada, tentam não sentir pena, não podem ajuda-lo. É parte do sistema, que bota alguns em lugares privilegiados para inspirar e emocionar, e outros na rua, para serem talvez notados em sua quase existência.
Ainda deve estar lá, em alguma rua qualquer, para quem quiser ajudar ou apenas ver.

14 de out de 2009

Quem Foi?

Em quem você acreditou?
Quem você achou que era especial?
Quem não se importou com seus sentimentos?
Em quem você apostou?
Quem te prometeu e não cumpriu?
Quem te fez acreditar que a beleza é tudo?
Quem te ensinou o que é ser feliz?
Quem você espera muito mais que um encontro?
Quem foi a pessoa que voce lembrou um dia inteiro?
Quem você lembrou em momentos de solidão?
Pra quem você ligou quando queria desabar?
Quem não te deu o valor que você achava que merecia?
Quem deixou de ligar na noite seguinte?
Quem te fez chorar?

Concerteza ele tbm sofreu tudo isso
e tirou a conclusão que acreditar que o AMOR é uma bobagem
e que as pessoas não são completas com um garoto apenas!
Quem te deixou com medo de amar?